NOTÍCIAS NÃO MUITO BOAS e PEDIDO DE ORAÇÃO

>> domingo, 21 de agosto de 2011

(imagem do google)

Com o perdão da palavra, mas como dizem por aí "desgraça pouca é bobagem".

E dia após dia é exatamente assim que venho me sentindo.

Se não bastasse estar com o coração dilacerado em descobrir que meu bebezinho estava morto, depois ter que ser hospitalizada, receber anestesia, passar por todo o processo de uma curetagem difícil, já que o feto já estava grandinho e foi muito trabalhosa a remoção... meu médico me disse que uma curetagem normal dura cerca de 20 minutos, a minha durou mais de uma hora, tamanha a dificuldade... depois toda a dor física e psicológica da recuperação em casa (mais psicológica que física, admito, mas que não deixa de ser extremamente traumática)... eis que nos acontece mais uma paulada!

Ontem de manhã voltei à clínica para fazer uma nova ultrassonografia para ver se estava tudo bem, como estava meu útero após a curetagem, a recuperação, etc... só que, para meu desespero total, foi detectado que ainda havia cerca de 2 cm de tecido ósseo dentro do útero, provavelmente o crânio do meu bebezinho. Não conseguia acreditar, fiquei completamente embasbacada! Começou tudo de novo: crise de pânico, ansiedade, pavor, enfim...

Daí que fui internada de novo, tomei anestesia de novo, fiz curetagem de novo e, pasmem, não foi possível a remoção, pois estava muito grudadinho na parede do útero e corria grande risco de perfuração do meu útero, que poderia gerar infecções e uma série de coisas... ou seja, um procedimento "sem sucesso", como escreveu meu próprio médico.

Então meu médico me encaminhou para um especialista em sei lá o quê (não me lembro o nome agora) para que eu seja submetda a uma endoscopia ginecológica (histeroscopia). Nem sei direito como funciona, mas pelo que entendi, é como se fosse uma endoscopia normal, via colo do útero, e que teria, em tese, a capacidade de remover o que ainda se encontra dentro do meu útero.
Meu médico solicitou avaliação para possibilidade de realizar histeroscopia para retirada das partes ósseas. Mas também nos disse que se não houver essa possibilidade, há casos de essas partes permanecerem dentro do útero, havendo uma espécie de calcificação e o próprio organismo se encarrega de "ajeitar as coisas".
Resumindo: estou em casa neste momento, depois de duas curetagens feitas em menos de 10 dias, consciente de que dentro do meu útero ainda tem 2 cm do meu bebezinho tão amado, e completamente aterrorizada com o que ainda há por vir, completamente em pânico com a possibilidade de nova hospitalização, numa cidade diferente da minha, com um médico que nunca vi na minha vida, mas que tem a vantagem de ser especialista (em não lembro o que), daí ter que tomar nova anestesia (que tenho verdadeiro pavor) e passar por tuuuuuuuudo de novo! E ainda tenho que esperar alguns dias para que possa marcar esta consulta para a tal avaliação...
Socorro, Senhor! Somente o Senhor para nos dar a serenidade necessária neste momento tão difícil de nossas vidas...
E a vocês, minhas amigas tão queridas, só peço que continuem orando por nós...

E obrigada por tudo...

90 comentários:

Postar um comentário

Sua presença faz toda a diferença!
Obrigada pela visitinha e volte sempre, viu?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google Analytics Alternative